terça-feira, 24 de setembro de 2013

Ramphotyphlops braminus



Foi recentemente publicada a descoberta da presença de uma nova espécie exótica de réptil em Portugal, a Ramphotyphlops braminus. Esta espécie de serpente de hábitos subterrâneos tem conquistado novos territórios apanhando boleia em vasos de plantas ornamentais. Originária de uma já vasta área de África e da Ásia esta espécie têm visto a sua área de distribuição aumentar existindo já populações estabelecidas em locais tão longínquos como o continente Americano ou a Austrália. Depois de confirmada a sua presença nas Canárias em 2006, no Verão passado foram identificados pelo professor José Jesus (Universidade da Madeira) no Funchal vários indivíduos em liberdade e distribuídos numa área  inferior a 2kms o que leva o autor a supor de que se trata de uma população e não de indivíduos isolados. Embora pareça uma cobra-cega (Ordem – anfisbenidae) a Ramphotyphlops braminus é de facto uma serpente que atinge apenas 17 centímetros de comprimento. Como se alimentam dos mesmo animais (formigas e térmitas) e tem o mesmo modo de vida subterrâneo que as cobras-cegas algumas características evoluíram de forma semelhante como a reduzida pigmentação ou o atrofiamento dos olhos, tornando estes animais facilmente confundíveis. 

4 comentários:

Salomé Guadalupe Ingelmo disse...

Fascinante. Pues que tengan una larga vida. Abrazos.

Ana Rita Gonçalves disse...

Mais uma espécie exótica? :(

Inés G. disse...

¿E se sabe como chegou lá?

retriever disse...

Greeting from Belgium.