terça-feira, 4 de maio de 2010

Macroprotodon cucullatus


Fotografias de uma Cobra-de-capuz tiradas em Évora (Nossa Senhora da Tourega).
A Cobra-de-capuz alimenta-se essencialmente de outros répteis. Osgas, lagartixas, fura-pastos, licranços, cobras-cegas e outras cobras são as suas principais fontes alimentares. Esta dieta pode inclusive incluir juvenis da própria espécie. Esta cobra possui veneno neuro-tóxico bastante eficaz quando injectado numa presa, mas como é de pequenas dimensões e é opistoglifa não representa qualquer perigo para o Homem.












3 comentários:

isabel hermosell corrales disse...

Como é impressionante! Sinto-me aliviada em saber que não é nocivo ao homem. Ela é linda!!

Marco Ferreira disse...

Bonita cobra...

Lemuel Silva disse...

Esta espécie ainda não tive o prazer de ver. Vivo no Porto e costumo movimentar-me mais aqui pelo norte, onde esta espécie é muito mais rara ou mesmo ausente, e acredito que seja essa a razão para a minha falta de sorte. Tenho definitivamente que pensar nisso, em ver esta cobra, quando voltar a passear mais a sul, quem sabe em Évora. Bom post e boas fotos :)