domingo, 21 de março de 2010

Frenesim sexual


Os anfíbios que se reproduzem em charcos temporários escolhem bem os dias em que o fazem. Costumam escolher dias em que chove bastante pois assim têm garantias que o charco vai durar mais tempo e durar o suficiente para que as larvas façam a metamorfose. Existem portanto dias em que as condições são óptimas e as comunidades de anfíbios deslocam-se em massa para os charcos a fim de se reproduzirem. Nestes dias o frenesim é tamanho que não é raro assistirmos a amplexos entre machos bastante confusos de diferentes espécies.

2 comentários:

macroinstantes disse...

Ja ja... es que por la noche está muy oscuro!!!

Muy buenas las fotos... :-)

Jael disse...

Das duas uma... ou além de herpetologia, também te dedicas à bruxaria... ou andamos sincronizados!!! estava eu a pensar exactamente neste momento numa explicação para estes amplexos interespecíficos quando descobri este teu post. Na semana passada encontrei numa das saídas 3 amplexos "mistos" na mesma charca. dois deles eram de B. calamita sobre P. waltl e outro era uma bola de acasalamento com um casal de calamitas no centro, rodeados de pelobates. vou ver se te mando as fotos para veres!
As tuas estão muito fixes! e são mais românticas que as minhas.... porque são aos casais! as que eu tirei assemelham-se mais a violações!

Este ano o frenesim é muito.... mas continuo a não encontrar D. galganoi... este ano ainda não vi nenhum...no ano passado não vi nenhum e em 2008 só vi 2! :s
em 2005 cheguei a ver vários na mesma charca!