domingo, 14 de fevereiro de 2010

Parque Natural da Serra da Estrela

Fotografias do Vale glaciar de Manteigas, e, do pico do Cântaro Magro visto do Covão da Ametade.
O Parque Natural da Serra da Estrela é a mais extensa área protegida portuguesa, estendendo-se pelos seis Concelhos que dividem a serra que lhe dá o nome. Esta serra é a maior elevação de Portugal continental e apresenta um variado mosaico de habitats de altitude como zimbrais, cervunais, turfeiras, e charcas e lagoas permanentes. Estes habitats abrigam um elevado numero de espécies vegetais exclusivas da Serra da Estrela! A paisagem superior da serra, por ter sofrido uma forte influência da glaciação quaternária, possui uma morfologia peculiar com vales em U, formados pelo movimento dos glaciares. As espécies mais emblemáticas do parque são talvez a Toupeira-de-água e a Lagartixa-da-Montanha.

No Parque Natural da Serra da Estrela as espécies de répteis que podemos encontrar são: a Lagartixa-ibérica, Lagartixa-de-Carbonell a Lagartixa-da-Montanha, a Lagartixa-do-mato, a Lagartixa-do-mato-ibérica, o Lagarto-de-água, o Sardão, a Osga, o Licranço, a Cobra-de-pernas-tridáctila, a Cobra-de-pernas-pentadáctila, a Cobra-cega, a Cobra-de-água-de-colar, a Cobra-de-água-viperina, a Cobra-lisa-meridional, a Cobra-lisa-europeia, a Cobra-de-escada, a Cobra-rateira, a Cobra-de-ferradura e a Víbora-cornuda. Quanto a anfíbios podemos encontrar: a Salamandra-lusitânica, a Salamandra-de-costelas-salientes, a Salamandra-de-pintas-amarelas, o Tritão-de-ventre-laranja, o Tritão-marmorado, a Rã-verde, a Rã-ibérica, a Rela, o Sapo-comum, a Rã-de-focinho-pontiagudo, o Sapo-corredor, o Sapo-de-unha -negra, e o Sapo-parteiro.

Área: 101060 hectares.
Criação: 1976


5 comentários: