quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Hyla arborea (metamorfo)



Fotografias de um metamorfo de Rela tirada em V. N. Famalicão (Fradelos).
No final da vida larvar, os anfíbios passam por transformações extraordinárias. A certo momento as brânquias que permitiram às larvas respirarem num ambiente aquático começam a definhar, simultaneamente desenvolvem-se os pulmões.
Neste momento da metamorfose, as jovens Relas necessitam de vir à superfície respirar, mas depois com os pulmões cheios de ar, têm muita dificuldade em regressar ao fundo do lago onde se sentem mais seguras.
Estas fotos ilustram a visão que os outros habitantes do lago têm das Relas atrapalhadas a boiar, e do seu reflexo na superfície da água.


3 comentários:

João Cosme disse...

Muito gira, parabéns.
Abraço JC

Piki* disse...

Boa noite, estava a pesquisar locais onde pudesse fazer uma especializaçao em herpetologia e encontrei o teu blog, e adorei mesmo.
Vi que tens acesso a algumas formaçoes na area e gostaria que me dissesses onde tens acesso a essa informaçao que adoraria tambem ter.

Obrigada pela atençao, e parabens pelo blog.

Modesto Viegas disse...

Bem conseguidas!
abraço