quarta-feira, 1 de abril de 2009

Psammodromus algirus (fêmea)

Fotografia de uma fêmea de Lagartixa do mato tirada na Trofa (S. Martinho).
As lagartixas do mato têm um comportamento bastante diferente do das outras lagartixas como as do género Podarcis ou Lacerta. Enquanto estas vivem normalmente junto a uma formação rochosa ou um muro e à nossa presença fogem na vertical e escondem-se numa fenda, as lagartixas do mato fogem correndo na horizontal ou seja pela chão, e refugiam-se na base da vegetação arbustiva rasteira como matos, carquejas ou urzes, daí o seu nome comum.

1 comentário:

Pandora disse...

A minha amiga Sacha de que te falei o ano passado, ainda não apareceu esta Primavera. Temo não a voltar a ver. Os buracos onde se escondia ao fundo do quintal continuam intactos mas nada de sinais dela. Tenho pena, era uma visita sempre inesperada, e já nos deixava aproximar até cerca de 1 metro.
Beijos.